Notícias

Exportações no setor automotivo da Bahia crescem mais de 50%

Postado por Agencia Ative | 24 de maio de 2019 às 14:34

O setor automotivo na Bahia aumentou 51,76% no primeiro trimestre de 2017, saltando de US $ 89,8 milhões no total de vendas para o mercado internacional nos primeiros três meses de 2016 para US $ 136,3 milhões no início de 2017. O segmento também representou 35 novos empregos de janeiro a março deste ano. A informação foi divulgada pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).

Empresas como a montadora da Ford, instalada no Polo Industrial de Camaçari desde 2001, aproveita a infraestrutura garantida na Bahia para superar os efeitos da crise em escala nacional. A posição geográfica do estado é uma vantagem competitiva para as organizações, como enfatizou o gerente de Recursos Humanos da Ford em Camaçari, Vinícius Marineli.

“De todos os estados potenciais para a instalação, a Bahia foi a que ofereceu as melhores condições, além do fato de Camaçari ocupar uma localização estratégica, geograficamente, entre o Nordeste e o Sudeste. Outro fator é que, desde os anos 70, Camaçari O porto vizinho, a apenas 50 quilômetros de Salvador, nos favorece com vantagens competitivas em importação e exportação ”, acrescenta Marineli.

Hoje, a fábrica da Ford em Camaçari é considerada uma das multinacionais mais importantes do Brasil. O complexo possui a primeira fábrica própria de motores do Nordeste, com capacidade para produzir até 220 mil itens por ano. Os motores são produzidos para atender a fabricação do novo Ford Ka. O carro de entrada mais vendido do país em 2016, bem como o EcoSport, que foi desenvolvido na Bahia desde a concepção até a homologação no Centro de Desenvolvimento de Produto (CDP), o único na América do Sul.

Na área industrial da Ford, 20 empresas fornecem materiais, o que garante 7,7 mil funcionários, quase metade do total de profissionais que trabalham no Polo Industrial de Camaçari. Noventa por cento das pessoas que trabalham na fábrica da Ford na Bahia são trabalhadores locais e 60% se juntaram à empresa como seu primeiro emprego.

Supervisor de manutenção e engenharia industrial, Leandro Damasceno, 33 anos, teve sua vida transformada com a vinda da multinacional para o estado da Bahia. Ele é um dos funcionários mais antigos da Ford, com 15 anos de serviço. “Antes de entrar aqui, eu era apenas um jovem cheio de ambições. Na Ford, fui capaz de crescer e me tornar um executivo, que era um sonho. Como operador, fui capaz de me tornar inspetor de qualidade e auditor de qualidade. Hoje, Sou supervisor de manutenção e engenheiro de processos industriais, a empresa investe no colaborador e nos dá a oportunidade de evoluir ”, diz Damasceno.

A Ford foi a pioneira do setor automotivo na Bahia. A vinda da empresa abriu a cadeia produtiva reforçada com a chegada de outras multinacionais, como as fabricantes de pneus Continental, Pirelli e Bridgestone.

O Governo do Estado garante apoio institucional a essas empresas, oferecendo boa infraestrutura, excelente ambiente de negócios e mão de obra qualificada. A região, que teve grandes dificuldades na produção de vazão até 2010, melhorou significativamente depois de dobrar o sistema rodoviário BA-093. A empresa japonesa Bridgestone, a maior fabricante de pneus do mundo, vem crescendo na Bahia há dez anos, com uma força de trabalho de 847 funcionários diretos e 430 indiretos. A empresa investiu recentemente R $ 262 milhões, aumentando a capacidade de produção de oito mil para dez mil pneus por dia.

“Em uma década, produzimos em Camaçari mais de 23 milhões de pneus da mais alta qualidade para carros de passeio e caminhões. O acabamento é muito bom e tem sido um grande diferencial. Aqui o treinamento é feito em três etapas: segurança do trabalho, produto qualidade e técnicas de máquinas. Além disso, a reciclagem é contínua. A localização da fábrica é importante, pois, a partir de Camaçari, a logística é simples e econômica ”, afirma o presidente da Bridgestone Brasil, Fábio Fossen.

A Bridgestone tem 49 fábricas de pneus em todos os continentes. No Brasil, a fabricação de pneus é distribuída nas unidades de Santo André (SP) e Camaçari (BA). A empresa também possui dois moinhos de pneus e peças de borracha para pneus localizados em Campinas (SP) e Mafra (SC), empregando cerca de quatro mil pessoas.

Fonte: SECOM – Relatório: Leonardo Martins

Compartilhar