Calçados e Couro

O setor calçadista da Bahia se destaca por sua grande importância econômica para o estado

PANORAMA DO SETOR

O setor calçadista da Bahia e destaca por sua grande importância econômica para o estado. Sendo um dos maiores geradores de empregos, o setor compreende quatro segmentos: as indústrias de calçados (de couros ou de materiais sintéticos); artefatos de couro (bolsas, pastas, cintos, dentre outros); curtumes; e as indústrias de componentes para artefatos de couro e calçados. Além disso, setor registrou  R$ 1,3 bilhões no valor da produção industrial em 2018 com 147 estabelecimentos industriais no estado  e geração de 27.758 mil empregos diretos no ano de 2018 (6º estado que mais emprega no setor). (PIA,2018)

A Bahia possui seus polos produtivos distribuídos em 40 municípios, o que colabora para o desenvolvimento regional do estado e a interiorização do investimento. Composto por mais de 40 empresas incentivadas e mais 67 espalhadas pelo estado, totalizando 107 empesas calçadistas. (Abicalçados, 2020).

O estado possui uma cadeia de fornecedores estruturada e com grande potencial para crescer. Possui ainda grande potencialidade de crescimento tanto no mercado interno como externo. Com sua mão de obra qualificada, oferta de matéria-prima e o uso de tecnologia em processos e equipamentos,o estado é um dos grandes centros produtivos e exportadores do país:

  • 6º lugar no ranking de consumo nacional de calçados com uma participação de 5,6%.
  • 5º lugar do país nas exportações de calçados e componentes.
  • 3º lugar na Região Nordeste entre os estados exportadores.

Crédito: Manu Dias / GOVBA

Destaca-se com um produção distribuída pelos municípios colaborando para uma interiorização do investimento e um maior desenvolvimento regional. Além disso, é um dos principais estados produtores de pares de sapatos do país.   Abaixo observa-se o mapa com a localização dos galpões com empresas de calçados em funcionamento no estado.

Fonte: SDE,2020. Dados sujeitos a alterações, coletados em 30.07.20

VANTAGENS DE SE INVESTIR NA BAHIA

•Proximidade da Bahia com o mercado consumidor
• Grande centro produtivo com a presença de grandes empresas do setor.
• Apoio ao empresariado desde a implantação até a consolidação do seu negócio.
•Programa de Incentivos Fiscais (Crédito Presumido) e de Infraestrutura para toda a cadeia de calçados e couro.
•Disponibilidade de mão-de-obra altamente qualificada para indústria calçadista.

 

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTOS

• Expansão do mercado de calçados fitness e infantil.
• Produção de artefatos de couro e artigos de luxo para exportação.
• Desenvolvimento  de uma cadeia produtiva consolidada com implantação de indústria de embalagens e de máquinas e equipamentos.
• Inovação para aumento da vantagem competitiva do setor, principalmente no mercado externo.

 

MAPA DE OPORTUNIDADES DO SETOR CALÇADISTA

INVESTIMENTOS PREVISTOS NO ESTADO DA BAHIA

Fontes: SDE, 2020. Dados coletados até 30.05.2020, sujeitos a alterações.

 

Os investimentos previstos para o setor somam R$ 217, 4 milhões com a possibilidade de gerar aproximadamente 3.900 empregos diretos. Ao todo são 14 empreendimentos que investirão no estado, sendo 6 de implantação com inversões que devem alcançar R$ 48,6 milhões e a geração futura de 2.050 empregos diretos. Entre ampliações e modernizações são ao todo 8 empreendimentos com um volume de R$ 168,8 milhões e 1.836 empregos diretos esperados.

 

Esses investimentos na sua totalidade estão localizados fora da região metropolitana de Salvador, conforme indica o mapa acima, o que caracteriza a interiorização dos investimentos e um dinamismo a matriz industrial do estado, possibilitando que empresas de insumos e de bens de capital venham se  instalar e investir na Bahia.

 

MERCADO EXTERNO

PANORAMA DO SETOR

A Bahia é um dos maiores exportadores de calçados e componentes do país tendo registrado em 2019, um volume de US$ 38,7 milhões em exportação de calçados e suas partes.  Na exportação por  pares a  Bahia participa com 2,8% , sendo o 6º maior estado exportador .(Abicalçados,2020). Os principais países de destino são a Argentina com uma participação de 36,4% e o Peru com 9,1%.  (COMEX,2020).

 

Em valor exportado destaca-se o município de Santo Estevão que alcançou US$ 8,4 milhões e Jequié com US$ 7 milhões.  O produto  mais exportado pelos principais municípios exportadores foi outro calçado  com sola exterior e parte superior de borracha ou plástico com um volume de US$ 18,5 milhões , seguido de calçado com sola exterior de borracha, plástico, couro natural ou reconstituído e parte superior de matérias têxteis com um volume exportado de  aproximadamente US$ 8,5 milhões.

 

Fonte: FIEB,2020. Elaboração: SDE,2020. 

O mapa abaixo mostra os municípios que se destacaram na pauta de exportações de calçados e suas partes em valor exportado no ano de 2019.  Santo Estevão registrou uma participação de 21,6% seguido do município de Jequié (18,2%), Itapetinga (13,3%) e Vitoria da Conquista (12,1%).

 

PARTICIPAÇÃO NA PAUTA DE EXPORTAÇÕES POR MUNICÍPIOS (%)

ESTADO DA BAHIA – 2019

 

 

EXPORTANDO

VANTAGENS DE SE EXPORTAR NA BAHIA

• Matéria-prima de alta qualidade e competitiva para o mercado externo.
• Apoio institucional do estado e de parceiros na inserção de empresas no comercio internacional.
• Acesso a informações e estatísticas do setor com foco no negócio.

 

OPORTUNIDADES INTERNACIONALIZAÇÃO DE NEGÓCIOS

• Capacitação de gestores/equipe através do PNCE-Programa Nacional da Cultura de Exportação  para atuação no comércio internacional.
• Inserção  em novos mercados, com a expansão dos negócios.
• Diversificação e diferenciação do produto para atender o mercado externo.

 

PRINCIPAIS EMPRESAS INSTALADAS

ONDE O SETOR ESTÁ PRESENTE
Os municípios em que as empresas de calçados e componentes estão principalmente localizadas são Jequié, Itapetinga, Vitória da Conquista e Alagoinhas.

Veja no mapa abaixo onde o setor é predominante na Bahia.