Saúde

A indústria farmoquímica e biotecnológica nacional tem, na Bahia, uma grande oportunidade de se aproximar de grandes mercados consumidores, como as regiões Nordeste e Norte.

PANORAMA DO SETOR
A Bahia possui um grande mercado consumidor de produtos farmacêuticos e serviços de saúde. Anualmente são gastos no estado R$ 500 milhões em medicamentos por ano. Temos mais de 15 mil unidades de saúde, e mais de 5.700 mil farmácias. Como o setor vem crescendo em tecnologia e em consumo, o Governo do Estado pretende incentivar a atração de laboratórios e indústrias farmacêuticas com o objetivo de criar um polo farmoquímico na Bahia, com produção de medicamentos e envelopamento.

Para tanto, foi reativada a Bahiafarma, um laboratório farmacêutico público que tem por objetivo desenvolver e fornecer produtos, serviços e inovação tecnológica para a saúde pública do país, atuando de forma competitiva e econômica para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Crédito: Divulgação / BAHIAFARMA

A produção da Bahiafarma é realizada com base na implementação de parcerias de desenvolvimento produtivo, envolvendo domínio, independência e incorporação tecnológica de uma área até então pouco acessível para a indústria nacional.

Já em desenvolvimento está a linha de produção multipropósito, com a fabricação de imunobiológicos e de itens como órteses e próteses de alto perfil, além de testes rápidos de diagnósticos voltados para o Sistema Único de Saúde (SUS) de todo o Brasil, com a possibilidade ainda de exportar para a América Latina, colocando a Bahia de vez no mapa do investimento farmacêutico mundial.

A BAHIAFARMA é o principal laboratório público do Norte/Nordeste do Brasil e um dos mais importantes do país e transformou-se em uma referência internacional no desenvolvimento e na produção de insumos para a saúde, com a expectativa de encerrar 2018 com faturamento de R$ 500 milhões.

Além disso, é pioneira e maior fornecedor de testes rápidos e diagnósticos de infecções ao Ministério da Saúde desde 2017, alcançando destaque pelo desenvolvimento de parcerias internacionais para a produção de medicamentos no tratamento de diabetes, através de Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo (PDP) que atualmente envolve a fabricação de insulina na Bahia e a participação da Bahiafarma como parceiro público estratégico com o setor privado para fornecimento ao Ministério da Saúde.

A Bahiafarma desenvolve ainda linhas produtivas voltadas para Linha Diagnóstica, Linha de Medicamentos para Tratamento de Diabetes e Linha de Sólidos Orais.

Em dezembro de 2017, a Bahiafarma e o Ministério da Saúde assinaram um termo de compromisso para produção e distribuição de insulina no país que acontecerá através do PDP, firmado com o laboratório ucraniano Indar. Com isso, o país passará a ser um dos poucos do mundo a ter domínio da tecnologia para produção do medicamento, que até hoje é importado.

A Indar, é líder mundial na produção de insulina, que atua exclusivamente a 15 anos na pesquisa e na produção de insulina, sendo reconhecida por utilizar tecnologias inovadoras. A parceria prevê também a instalação de uma fábrica de insulina na planta da Bahiafarma em Simões Filho.

Crédito: Divulgação / BAHIAFARMA

Fortemente concentrada no eixo Rio-São Paulo, a indústria farmoquímica e biotecnológica nacional tem, na Bahia, uma grande oportunidade de descentralizar a produção e se aproximar de grandes mercados consumidores, como as regiões Nordeste e Norte. O Estado possuí localização estratégica, infraestrutura para a instalação das plantas fabris e para o escoamento da produção.

Há oportunidades para fabricantes de insumos para embalagens (frascos de vidro, tampas de alumínio, selos de indução, rótulos etc), bem como para produtores de itens relativos a produtos de saúde, como cassetes para testes-diagnóstico.

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTOS
• Implantação de indústrias do ramo farmacêutico e biotecnológico, além de empresas de suprimentos para toda a cadeia produtiva do setor;
• Instalação de grupo de hospitais com o porte necessário para oferecer uma cobertura regional com empresas que operam hospitais gerais, clínicas, laboratórios, produtores e distribuidores de medicamentos, patologia e diagnósticos por imagens;
• Investimentos na produção local de medicamentos, com o desenvolvimento de centros de pesquisas;
• Implantação de empresas na área da indústria farmoquímica e biotecnológica e no monitoramento de serviços de Saúde.

PRINCIPAIS EMPRESAS INSTALADAS

ONDE O SETOR ESTÁ PRESENTE
Na Bahia há polos industriais consolidados, localizados nos municípios de Camaçari e Simões Filho, na região metropolitana de Salvador, e no Centro Industrial de Feira de Santana (CIS), no centro-norte baiano, todos abastecidos por completo sistema viário e por benfeitorias, como gasodutos e linhas de energia, além de redes integradas de logística.

Veja no mapa abaixo onde o setor é predominante no estado.